Falar agora com um Representante

Aprenda como pagar somente a tarifa mínima de energia

Você sabia que é possível pagar apenas a tarifa mínima de energia? Saber o que fazer para isso pode aliviar (e muito) o seu bolso!

Com o preço das coisas subindo sem parar, tudo que o brasileiro quer é encontrar formas de economizar.

Descubra agora como você pode pagar apenas a tarifa mínima.

O que é a tarifa mínima de energia?

A tarifa mínima trata-se do Custo de Disponibilidade e é um valor cobrado pelas distribuidoras para suprir os custos com a infraestrutura e manter a energia sempre disponível.

O valor dessa tarifa mínima é definido pela Resolução nº 414 de 2010 e varia de acordo com padrão instalado no imóvel:

Imóveis com o padrão monofásico possui a tarifa mínima equivalente a 30 kWh.

Em imóveis com padrão bifásico, a tarifa mínima corresponde a 50 kWh.

Já imóveis com padrão trifásico, o valor da tarifa mínima é igual a 100 kWh.

Essa tarifa é cobrada para todos os imóveis que são atendidos pela distribuidora e é obrigatória mesmo que não haja consumo no mês.

Por exemplo, uma casa vazia que não tem eletrodomésticos ligados possui zero consumo de energia da rede elétrica no mês, mas ainda assim, terá de pagar pela tarifa mínima.

No entanto, para quem tem um alto consumo de energia, pagar somente a tarifa mínima seria uma excelente economia para o bolso, não é mesmo?

Veja a seguir como você pode fazer.

Gere a sua própria energia

A melhor maneira de pagar apenas a tarifa mínima é gerando a própria energia.

Dessa forma, você consome apenas a energia que você gerou e deixa de consumir da distribuidora, pagando assim, somente a tarifa mínima.

E a melhor forma e a mais viável de gerar a própria energia é através de sistemas de energia solar.

A energia solar é uma fonte alternativa e renovável que, além de te ajudar a economizar na conta de luz, também vai contribuir para a sustentabilidade do planeta.

O sistema de energia solar mais utilizado é o on grid. Esse tipo de sistema é conectado à rede pública de energia e toda energia gerada é injetada nela.

No fechamento do mês, a concessionária responsável pela distribuição de energia na sua região faz os cálculos do quanto você gerou e do quanto consumiu.

Caso você tenha gerado mais do que consumido, a energia excedente fica como créditos para você utilizar em até 5 anos. (Clique aqui e saiba mais sobre os créditos de energia solar).

Porém, caso seu consumo for maior que a geração e não tiver créditos disponíveis, o consumo excedente é cobrado normalmente.

Por isso, é importante ter um sistema bem dimensionado para que consiga atender toda sua demanda ao longo do ano, compensando os meses de baixa geração de energia com os créditos gerados nos meses de alta geração.

Com isso, você não precisará mais consumir a energia da distribuidora e pagará apenas a tarifa mínima.

Faça uma simulação gratuita!

Viu só como é fácil pagar apenas a tarifa mínima de energia?

Você pode aproveitar a economia gerada na conta de luz para pagar um sistema de energia solar, fazendo com que o investimento retorne em pouco tempo!

Leva, em média, 4 a 5 anos para o retorno do investimento, mas um sistema de energia solar tem garantia de mais de 25 anos de geração.

Faça agora mesmo uma simulação do sistema de energia solar ideal para você pagar apenas a tarifa mínima de energia, clique aqui!

 

Rolar para cima

Preencha o formulário abaixo e receba um orçamento personalizado em poucos minutos!